Nessa quinta-feira (25), policiais da 38ª DP deflagraram a Operação *Deslizes. A ação resultou na prisão em flagrante um homem, de 40 anos, que estava foragido da Justiça desde 2017, condenado por crime de tentativa de latrocínio praticada em 2012, na cidade de Águas Claras/DF.

De acordo com as investigações, Fagner e um comparsa, na saída de uma boate, subtraíram a arma de fogo de um homem e efetuaram vários disparos contra a vítima. Alvejado, o homem foi socorrido e conseguiu sobreviver. Após diligências da 21ª DP, os envolvidos foram condenados criminalmente, porém Fagner respondeu a ação penal em liberdade.

A localização do foragido ocorreu após o recebimento de uma denúncia anônima informando que ele estava praticando tráfico de drogas em sua atual residência, localizada no Assentamento 26 de Setembro. Nas pesquisas feitas, os policiais constataram que o autor estava com o mandado de prisão em aberto e decidiram deflagrar a operação.

No endereço dele, o autor fingiu não estar em casa e não atendeu aos chamados dos investigadores, no entanto, vizinhos do autor informaram que o homem não havia saído de casa e, em buscas em sua residência, os policiais civis encontraram o criminoso trancado em um banheiro.

Após a sua prisão, os policiais ainda encontraram na casa substâncias anabolizantes, 14 munições, calibre .38, documentos falsos utilizados pelo investigado e dois aparelhos de telefone celular objeto de crimes.

Diante de tais fatos, além de ter sido preso em razão do trânsito em julgado pelo crime praticado em 2012, o autor foi autuado em flagrante delito pelos crimes de posse de drogas para consumo pessoal, receptação e posse de munição. Somadas, as penas podem ensejar ao autor mais sete anos de prisão. Pelo crime praticado em 2012, o autor foi condenado a pena de sete anos de reclusão.

No momento da prisão, verificou-se que Fagner estaria usando documentos falsos em nome de Silvano Freitas da Silva e Juciney Cardoso da Silva.

Ressalte-se que é importante para a investigação a divulgação da imagem e dos nomes utilizados pelo autor para que a PCDF possa identificar outras vítimas desse criminoso, em razão do uso de documentos e nomes falsos. ( A foto do preso poderá ser solicitada à equipe da 38ª DP - Vicente Pires)

*Deslizes— nome de uma música do cantor brasileiro Fagner (xará do autor). O criminoso foi preso por um pequeno “deslize” praticado.

Assessoria de Comunicação/DGPC

#PCDFemAção

PCDF, excelência na investigação