Nascimento: Dario José dos Santos nasceu no dia 04 de março de 1946, na 

Cidade do Rio de Janeiro.


           Resumo da carreira de jogador de futebol: Dario teve uma infância sofrida e de muita pobreza; viveu seus primeiros anos no subúrbio carioca de Marechal Hermes. Aos cinco anos, presenciou sua mãe, que sofria de problemas mentais, cometer suicídio. Seu pai, sem condições financeiras de cuidar de Dario e mais dois irmãos, abrigou os meninos na Fundação Estadual do Bem Estar do Menor (FEBEM), que tinha como principal atividade recuperar menores infratores, o que não era o caso dos três meninos. Convivendo com crianças acostumadas a cometer furtos, Dario acabou se envolvendo em pequenos delitos, que sempre o levavam de volta a FEBEM. Aos dezessete anos, presenciou a morte de um companheiro envolvido em um assalto. A partir de então, após reflexão, decidiu dar um outro rumo a sua vida. Estimulado por um funcionário da FEBEM, passou a integrar o time de futebol da Fundação. A partir daí, nasceu um novo artilheiro para o futebol brasileiro. Dario concluiu o Ginasial (hoje Ensino Fundamental) e se habilitou na profissão de sapateiro. Passou por alguns empregos, muitas vezes recebendo um salário mínimo ainda vinculado a FEBEM. Ao completar 18 anos, apresentou-se no Exército para cumprir o serviço militar obrigatório. O recruta conquistou a amizade e o respeito de seus pares, praticando o futebol. Embora demostrasse pouca habilidade com a bola, tido por muitos como um verdadeiro “perna de pau”, compensava  essa deficiência com muita velocidade, força física e como um verdadeiro fazedor de gols, principalmente pelas impulsões e fortes cabeçadas. Isso foi o suficiente para Dario cair nas graças do exigente Sargento Valdo, que se tornou responsável pela trajetória brilhante do Jogador.  O jovem passou por vários testes no Campo Grande AC e, somente na sétima tentativa, conseguiu uma vaga no elenco do clube suburbano do Rio de Janeiro. Em 1965, começou a jogar nas categorias de base do alvinegro suburbano. Em 1967, foi promovido ao time principal, e ocorreu um fato marcante na sua carreira: participando de um jogo realizado no Estádio do Maracanã, em que o Campo Grande enfrentava o São Cristovão, Dadá fez um Hat Trick, ou seja, marcou três gols naquela partida. O Vice Presidente do Atlético Mineiro, que estava no estádio para observar um jogador do São Cristovão, encantou-se com o artilheiro Dario e o contratou para jogar no tradicional clube mineiro. Dario marcou 926 gols durante toda a sua carreira.


Time do Campo Grande Atlético Clube em 1987 – Rio de Janeiro


Trajetória no futebol brasileiro:


  1. No Atlético Mineiro: Ao chegar no Atlético Mineiro, teve poucas oportunidades e quase foi dispensado pelo Técnico Ayrton Moreira. Porém, a sorte voltou a brilhar. Com a chegada do Treinador Yustrich, Dario começou a conquistar espaço dentro do elenco do Galo, fazendo muitos gols, como naquele jogo histórico do dia 03 de setembro de 1969, quando o Atlético Mineiro, representando a Seleção de Minas Gerais, derrotou a Seleção Brasileira, conhecida como As feras do Saldanha, por 2 X 1.

  2. No Flamengo: Jogando pelo Clube da Gávea, foi artilheiro do Campeonato Carioca  de 1973,  marcando 15 gols.

  3. No Sport Club Recife: No campeonato Pernambucano de 1976, quando o Sport venceu o Santo Amaro por 14 X 0, Dadá  foi autor de 10 gols naquela partida.

  4. No Internacional: Dario foi muito importante na conquista do Bicampeonato Brasileiro de 1976, vencendo na final o Corinthians por 2 X O.  Marcou o primeiro gol da partida, conquistando a artilharia da  competição com 16 gols.


  1. Outros clubes do futebol brasileiro em que Dario jogou: Ponte Preta, Paysandu, Náutico, Santa Cruz, Bahia, Goiás, Nacional de Manaus,  XV de Piracicaba, Douradense  e Comercial de Registro.


  1. Na Seleção Brasileira: O Presidente da República, General Médici, não poupava elogios ao jogador Dário e exigia a presença do artilheiro na Seleção Brasileira que iria disputar a Copa do Mundo de 1970 no México. João Saldanha, que era o treinador da seleção, trocou algumas farpas com o Presidente. Em consequência, foi demitido do cargo e substituído por Zagalo. Dadá foi convocado e conquistou o tricampeonato mundial de futebol, acrescentando mais um triunfo em seu vasto curriculum.


Algumas frases famosas ditas por Dadá:

  1. “Não me venham com a problemática que eu tenho a solucionática”.

  2. “Só três coisas param no ar: o beija-flor, o helicóptero e eu”.

  3. “Só existem três poderes no universo: Deus no céu, o Papa no Vaticano e Dadá na grande área”.

  4. “Não existe gol feio, feio é não fazer gol”.

  5. “Com Dadá em campo, não tem placar em branco”.

  6. “Eu sofri muito, minha tristeza exorbitou, meu sofrimento passou dos limites para um ser humano. Mas eu tive um auge violento, tive o mundo aos meus pés, bati recordes, fui falado em todos os campos. Hoje vivo na imaginação do povo. Sou personagem do planeta bola”.

  7. “Pelé, Garrincha e Dadá tinham que ser currículo escolar”.

  8. “O Dadá se preocupou tanto em fazer gols que não teve tempo de aprender a jogar futebol”.

  9. “Chuto tão mal que no dia em que eu fizer um gol de fora da área o goleiro tem que ser eliminado do futebol”.

  10. “Faço tudo com amor, inclusive amor”


Dario jogou nos seguintes Clubes e Seleção Brasileira:

Campo Grande - RJ

Atlético - MG

Flamengo

Sport

Internacional

C:\Users\Casa\Desktop\Flamengo_escudo.svg.png

1966 a  1968

1969 a 1972

1974 

1978 a 1979

1983

1973 a 1974

1974 a 1975

1976 a 1977

Ponte Preta

Paysandu

Náutico

Santa Cruz

Bahia

1977 a 1978

1979

1981

1981

1981

Goiás

Nacional - AM

XV de Piracicaba

Douradense - MS

Com,  de Registo - MG

1981

1984

1984 a 1985

1985

1986

Seleção Brasileira

C:\Users\Casa\Desktop\150px-CBD.png

1970


Principais títulos conquistados por Dario:

Clube

Competição

Temporada

Campo Grande

Torneio José Tricoli.

01

1967.

Atlético Mineiro

Campeonato Mineiro

02

1970 e 1978.

Campeonato Brasileiro Série A.

01

1971.

Torneio de Leon - México

01

1972.

C:\Users\Casa\Desktop\150px-CBD.png

Seleção Brasileira

Campeonato Mundial da FIFA.

01

1970,

C:\Users\Casa\Desktop\Flamengo_escudo.svg.png

Campeonato Carioca.

01

1974.

Taça Pedro Magalhães Corrêa,

01

1974,

Campeonato Pernambucano.

01

1975,

Campeonato Baiano.

02

1981 e 1982,

Campeonato Goiano

01

1981

Campeonato Amazonense.

01

1984


Dário treinou os seguintes Clubes:

Ponte Preta 

Brasília

Ypiramga

Tiradentes

São Paulo

Distrito Federal

Amapá

Distrito Federal


Por onde anda Dadá Maravilha?


  1. Dario José dos Santos, aos 74 anos, reside em um apartamento na Cidade de Belo Horizonte, capital do Estado de Minas Gerais, onde vive como uma celebridade.

  2. Dario ficou famoso também fora das quatro linhas com sua simpatia e bom humor. Atualmente, participa de um programa da TV Alterosa de Belo Horizonte, denominado Bancada Democrática da TV Alterosa.


Dario – Dadá Maravilha



Coluna do Vidal