Chico Vigilante Local CLDF Foto: Kléber Lima

“Levando em conta que desempenhamos atividades legalmente consideradas essenciais durante a pandemia, solicitamos que a decisão seja reavaliada”, disse o deputado
O deputado distrital Chico Vigilante (PT) enviou na última quarta-feira (31) um ofício ao governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), no qual solicita que a categoria dos jornalistas, radialistas e trabalhadores da imprensa seja incluída no grupo prioritário da vacinação contra a Covid-19.
Confira o documento abaixo:
“Excelentíssimo Senhor Governador,
Ao cumprimentá-lo cordialmente, apresento à Vossa Excelência demanda encaminhada ao meu gabinete do Sindicato dos Jornalistas do Distrito Federal e Sindicato dos Radialistas do Distrito Federal no qual solicitam a inclusão de jornalistas, radialistas e trabalhadores da imprensa no grupo prioritário de vacinação contra a COVID-19, conforme exposto logo abaixo.
“Entendemos que o Plano Nacional de Vacinação não contempla a categoria entre os grupos prioritários, mas levando em conta que desempenhamos atividades legalmente consideradas essenciais durante a pandemia, solicitamos que a decisão seja reavaliada.
Os profissionais da comunicação estão extremamente expostos e vulneráveis em decorrência da cobertura da grave crise sanitária.
 Além da atuação nas ruas, hospitais, Congresso Nacional, Câmara Legislativa e outros espaços de circulação, muitos desses profissionais também trabalham em ambientes fechados e sem ventilação natural, como redações e estúdios de rádio e televisão.
Reforçamos que o Decreto Federal 10.288, de 22 de março de 2020, publicado em edição extraordinária do Diário Oficial da União, incluiu as atividades da imprensa como essenciais, lembrando que devem ser adotadas medidas para evitar o adoecimento dos profissionais. Citamos:
Art. 4º São considerados essenciais as atividades e os serviços relacionados à imprensa, por todos os meios de comunicação e divulgação disponíveis, incluídos a radiodifusão de sons e de imagens, a internet, os jornais e as revistas, dentre outros.
§ 1º Também são consideradas essenciais as atividades acessórias e de suporte e a disponibilização dos insumos necessários à cadeia produtiva relacionados às atividades e aos serviços de que trata o caput.
§ 2º É vedada a restrição à circulação de trabalhadores que possa afetar o funcionamento das atividades e dos serviços essenciais de que trata este Decreto.
§ 3º Na execução das atividades e dos serviços essenciais de que trata este Decreto deverão ser adotadas todas as cautelas para redução da transmissibilidade da Covid- 19.
Diante da realidade vivenciada no Distrito Federal, bem como nas demais unidades da Federação, nos somamos ainda às entidades sindicais, movimentos sociais e demais setores da sociedade no clamor para que o GDF invista recursos para a aquisição de vacinas suficientes para que toda a população seja imunizada em ritmo mais acelerado. Reivindicamos ainda que este governo se some aos demais estados na mesma cobrança junto ao Ministério da Saúde.
Ademais, ressaltamos também a importância de ampliação do valor e concessão imediata de auxílio emergencial para que as famílias, que dele necessitam, possam superar com dignidade esse momento tão desafiador para todas e todos. 
Pedimos ainda que o GDF cobre das empresas de transporte público a circulação de um número maior de veículos, para diminuir a lotação nos transportes públicos, com isso reduzindo também a chance de contágio da população.
Na expectativa de termos nosso pleito compreendido e aceito, enviamos nossas saudações e nos colocamos à disposição para o diálogo.”
Diante do exposto, ratifico o pleito a fim de potencializá-lo e espero contar com a sensibilidade de Vossa Excelência para o seu total assentimento, destacando, mais uma vez, a importância de dar celeridade ao Plano de Vacinação.
Certo de sermos atendidos, aproveitamos a oportunidade para renovar nossos protestos de elevada estima e considerações.

CHICO VIGILANTE LULA DA SILVA”

Fonte: Assessoria Dep.Chico Vigilante