Vídeo: Moradora agredi síndico de prédio em Águas Claras com mangueira de água - Portal de Notícias da Radio Tribuna FM Brasília

Page Nav

HIDE

Vídeo: Moradora agredi síndico de prédio em Águas Claras com mangueira de água

  A ocorrência foi registrada na manhã desta quarta-feira (20/4) no Condomínio Bercy Village, na Quadra 206 de Águas Claras Um síndico profi...

 

A ocorrência foi registrada na manhã desta quarta-feira (20/4) no Condomínio Bercy Village, na Quadra 206 de Águas Claras

Um síndico profissional e corretor de imóveis, de 60 anos, foi agredido e ameaçado por uma moradora, na manhã desta quarta-feira (20/4), no Condomínio Bercy Village, na Quadra 206, em Águas Claras.
A agressão, segundo a vítima, Wladimir Lyra dos Santos (foto de destaque), ocorreu por volta das 9h40, quando a moradora do residencial o bateu com uma mangueira de jardim.

Ao Metrópoles ele disse que aguava as plantas quando a mulher chegou por trás dele, tomou a mangueira de suas mãos e o atacou.

Veja marcas da agressão e assista ao vídeo:

Marcas da agressão ao síndico

Marcas da agressão ao síndico

“Ela é inquilina e causa diversas ocorrências no prédio. Já recebeu advertências e multas por não aceitar as regras do residencial e sempre descumpri-las. Ela já havia me ameaçado outras vezes até que, hoje, me agrediu”, relata Wladimir.

De acordo com o síndico, ele denunciou o caso à 21ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Sul) nesta manhã. A ocorrência está registrada como lesão corporal. “Também vou passar por exame de corpo de delito no IML e contratar um advogado para acompanhar o caso na Justiça”, acrescentou.

Wladimir informou que a moradora foi denunciada outras três vezes. “Durante o ataque, ela me xingou e pediu que eu não a incomodasse mais. Eu só protegi a minha cabeça. Não revidei. Ela só parou porque apareceram testemunhas. Sou síndico neste condomínio há 13 anos. A minha esposa está horrorizada. Estou temendo pela minha vida e totalmente traumatizado. Vou convocar uma assembleia com os moradores para tentar tirar essa mulher de lá antes que eu perca a minha vida”, afirmou.
Até a publicação desta reportagem, o Metrópoles não havia conseguido contato com a moradora. O espaço segue assegurado para futuras manifestações.

 Da redação com a fonte do A Politica e o Poder

Nenhum comentário

Latest Articles

Pixel