Um dia após acordo com Ucrânia para exportações de grãos, Rússia ataca porto do Mar Negro - Portal de Notícias da Radio Tribuna FM Brasília

Page Nav

HIDE

Um dia após acordo com Ucrânia para exportações de grãos, Rússia ataca porto do Mar Negro

  Porto na cidade de Odessa, na Ucrânia, é atacado pela Rússia um dia após acordo com Ucrânia por exportação de grãos Foto: Salwan Georges/T...

 

Porto na cidade de Odessa, na Ucrânia, é atacado pela Rússia um dia após acordo com Ucrânia por exportação de grãos Foto: Salwan Georges/The Washington Post.
orta-voz do Ministério de Relações Exteriores ucraniano diz que o ataque é ‘cuspe na cara’ de Putin contra ONU e Turquia.
A Rússia atacou a cidade portuária de Odessa, na Ucrânia, menos de 24 horas após Moscou e Kiev fecharem um acordo para retomar as exportações de grãos pelo Mar Negro, segundo afirmou a embaixadora dos EUA na Ucrânia, Bridget Brink, em sua conta oficial no Twitter.
“Ultrajante. A Rússia ataca a cidade portuária de Odessa menos de 24 horas depois de assinar um acordo para permitir embarques de exportações agrícolas. O Kremlin continua usando comida como arma. A Rússia deve ser responsabilizada”, escreveu a embaixadora.

Segundo informações da agência Reuters, o ataque atingiu duas infraestruturas do porto de Odessa. Ainda não está claro qual o tamanho do prejuízo para as exportações. Estima-se que mais de 20 milhões de toneladas de grãos estejam prontos para serem exportados.

Porta-voz do Ministério de Relações Exteriores da Ucrânia, Oleg Nikolenko classificou o ataque da Rússia contra o porto de Odessa, na Ucrânia, como um “cuspe na cara” do presidente Vladimir Putin contra o secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, e o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, que trabalharam pelo acordo entre Moscou e Kiev para retomar as exportações agrícolas pelo Mar Negro.

O pacto foi assinado ontem, em Istambul, e poderia liberar mais de 20 milhões de toneladas de grãos parados no porto de Odessa desde que a guerra na Ucrânia começou, em 24 de fevereiro.

“A Ucrânia enfatiza a necessidade de implementação rigorosa dos acordos relativos à restauração da exportação segura de produtos agrícolas ucranianos através do Mar Negro a partir de três portos: Odesa, Chornomorsk e Yuzhnoye”, escreveu o porta-voz em publicação no Facebook.

Nikolenko ainda pediu que ONU e Turquia “assegurem que a Rússia cumpra suas obrigações” relacionadas ao acordo. Caso contrário, Moscou deverá ser “totalmente responsabilizada pelo aprofundamento da crise alimentar global”, concluiu.

Da redação com a fonte do Estadão

Nenhum comentário

Latest Articles

Pixel