Os novos servidores vão fortalecer a rede de proteção social do DF no atendimento a famílias em vulnerabilidade | Foto: Divulgação/Sedes

Sedes dá posse aos primeiros 26 dos 156 nomeados em outubro para cargos de níveis médio e superior

A Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) recebeu nesta terça-feira (10) 26 aprovados no concurso público que já tomaram posse para apresentar a secretaria, definir as lotações e repassar as primeiras orientações de trabalho. Esses foram os primeiros, dos 156 nomeados em outubro, para cargos de nível médio e superior.

“Quando começamos a estudar para um concurso como esse, começamos a entender a importância do processo, das políticas públicas, da assistência social na vida das pessoas que mais necessitam. Minha vontade é essa, de me doar, minha expectativa é fazer o máximo dentro das possibilidades que eu tiver aqui dentro”, relata Maria Borges, de 33 anos, aprovada em 10º lugar para o cargo de cuidador social, uma das convocadas para a primeira reunião da nova leva de servidores.

Aprovada em segundo lugar também para o cargo de cuidador, Evelyn Silva, de 32 anos, conta que esse foi o primeiro concurso público que ela prestou. “Eu sempre gostei da área social e saúde mental. Quando surgiu a oportunidade de trabalhar na Sedes pensei: ‘é agora ou nunca!’ É um sonho para mim estar aqui. Também estou no cadastro reserva para psicologia. Eu quero isso para minha vida”, comemora.

Na reunião, a secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha, reiterou que os novos servidores vão fortalecer a rede de proteção social do DF. “Gostaria muito de contar com a contribuição de vocês, independentemente de ideologia, crença, não é isso que está em jogo. E sim a família que está vulnerabilidade, que precisa para passar pelo atendimento de vocês”, ressaltou.

Os 26 empossados convocados para esta primeira reunião vão ser distribuídos para trabalhar nas unidades socioassistenciais que têm cargos em vacância e necessitam de novos servidores.

“Muito obrigada por vocês estarem aqui, nós lutamos muito pela nomeação de vocês e vamos continuar lutando para conseguirmos reestruturar a Secretaria. A Sedes tem que crescer proporcionalmente junto com a população do Distrito Federal”, destacou a secretária-executiva de Desenvolvimento Social, Ana Paula Marra, ao receber os novos servidores.

Nomeações

Hoje começaram a trabalhar os primeiros 26, dos 156 nomeados em outubro para cargos de nível médio e superior| Foto: Divulgação/Sedes

No total, foram nomeados, em outubro, 84 técnicos em Assistência Social (nível médio), para os cargos de agente social e cuidador social; e 72 especialistas em Assistência Social (nível superior), nas especialidades de serviço social, psicologia, pedagogia, educador social, administração, ciências contábeis, economia, estatística, e direito e legislação. Dos 156 nomeados, 17 foram aprovados para vagas destinadas a pessoas com deficiência.

Em maio, a Sedes também nomeou 91 servidores aprovados para o cargo de técnico administrativo.

Durante o curso de formação profissional dos aprovados, o GDF pagou uma ajuda financeira a 757 candidatos. O valor da bolsa foi de 50% da remuneração prevista no edital normativo para o cargo.

“Com o passar dos anos, nós não conseguimos recompor os quadros e, agora, essa gestão está tendo esse compromisso com a população do DF, mesmo nesse contexto de pandemia. O último concurso foi há 11 anos, e a nossa demanda cresceu junto com o crescimento das demandas da população. A nossa Secretaria tem que recompor os quadros na mesma velocidade para nós consigamos prestar um atendimento de qualidade, atencioso, empático e eficiente para a população”, reforçou o subsecretário substituto de Assistência Social, Guilherme Aleixo.

Atualmente, a rede de proteção social do Sistema Único de Assistência Social (Suas) do Distrito Federal conta com 67 unidades de gestão direta da Secretaria de Desenvolvimento Social. Pelos dados do Cadastro Único, são 170.081 famílias inscritas no banco de dados para programas sociais do governo Federal e do GDF e 58.771 famílias são beneficiárias do programa DF Sem Miséria. Com informações da Sedes

Da redação do Portal de Notícias do Blog do Carlindo Medeiros