A campanha deste mês "Abril Verde: Saúde e Segurança no Trabalho", que conscientiza a população sobre a prevenção de acidentes e doenças do trabalho. Confira! - Portal de Notícias da Radio Tribuna FM Brasília

Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

A campanha deste mês "Abril Verde: Saúde e Segurança no Trabalho", que conscientiza a população sobre a prevenção de acidentes e doenças do trabalho. Confira!

Foto: Sandro Araújo - Agência Saúde-D F Entre as campanhas do quarto mês do ano está a "Abril Verde: Saúde e Segurança no Trabalho"...

Foto: Sandro Araújo - Agência Saúde-DF

Entre as campanhas do quarto mês do ano está a "Abril Verde: Saúde e Segurança no Trabalho". A iniciativa é dedicada à prevenção de acidentes e doenças do trabalho e à promoção da saúde do trabalhador. A cor verde refere-se à segurança. O dia 28 de abril é a data instituída pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) como o Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho.
“A importância deste dia é sensibilizar a sociedade para a importância da prevenção de acidentes e doenças relacionadas ao trabalho, destacando-se a necessidade perene de prevenção e cuidado durante a realização de qualquer tipo de atividade econômica”, explica Paulo Lisbão Esteves, médico e diretor de Saúde do Trabalhador Substituto da Subsecretaria de Vigilância à Saúde.
O Ministério da Saúde divulga que acidente de trabalho é aquele que ocorre durante o serviço ou no trajeto entre a residência e o local de trabalho, provocando lesão corporal ou perturbação funcional, acarretando a perda ou redução da capacidade para o trabalho e, em último caso, a morte.

“A importância deste dia é sensibilizar a sociedade para a importância da prevenção de acidentes e doenças relacionadas ao trabalho", alerta o diretor.
Foto: Sandro Araújo - Agência Saúde-DF.
As doenças ocupacionais também podem ser enquadradas nessa categoria. Dados do Sistema Nacional de Agravos de Notificação (SINAN), no Distrito Federal, registram por dia ao menos cinco acidentes do trabalho ou doenças ocupacionais, sendo em média três óbitos mensais de trabalhadores.
No Distrito Federal, a Vigilância em Saúde do Trabalhador é realizada por meio da identificação das atividades produtivas da população economicamente ativa e das situações de risco à saúde dos trabalhadores no território do DF, verificando as suas necessidades, demandas e problemas de saúde.
O médico informa que, dentre as principais ações desenvolvidas pelos serviços de Vigilância em Saúde do Trabalhador no DF estão: inspeções sanitárias em saúde do trabalhador; investigações de acidentes de trabalho fatais; realização de ações educativas em saúde do trabalhador; fomento da notificação compulsória de agravos relacionados à saúde do trabalhador; e produção de análises da situação de saúde dos trabalhadores.
“A promoção de saúde e a construção de ambientes e processos de trabalhos saudáveis pressupõem o desenvolvimento de estratégias e ações de comunicação de risco e de educação ambiental e em saúde do trabalhador, entre elas a identificação das atividades produtivas e do perfil da população trabalhadora no território em conjunto com a Atenção Primária em Saúde e os setores da Vigilância em Saúde”, destaca.
Além disso, a implementação da rede de informações em saúde do trabalhador; definição do elenco de agravos referentes ao trabalho de notificação compulsória, de investigação obrigatória e inclusão no elenco de prioridades; revisão periódica da lista de doenças relacionadas ao trabalho.
No DF, o Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) realiza a vigilância sobre acidentes e doenças do trabalho. Foto: Sandro Araújo - Agência Saúde-DF.

Também são estratégias a realização de estudos e análises que possibilitem a compreensão dos problemas de saúde dos trabalhadores e o comportamento dos principais indicadores de saúde; estruturação das estratégias e processos de difusão e comunicação dessas informações; e produção e divulgação periódicas, com acesso ao público em geral, de análises de situação de saúde em saúde do trabalhador.

* Da redação com informações da Secretaria de Saúde do Distrito Federal.



Nenhum comentário

Latest Articles

Pixel